segunda-feira, 18 de setembro de 2017

A história dos games do Sonic


Eu estava preparando mais um post da série "Jogos da  minha vida" onde eu pretendia falar sobre os jogos do Sonic para o Mega do Drive. Porém, ao buscar informações na internet, acabei encontrando alguns vídeos do canal Core das Antigas que resumiram de forma magistral tudo que eu pensei em abordar. Portanto, como estou sem tempo nesta semana, vou deixar os vídeos abaixo que esclarecem muitas coisas sobre os jogos do Sonic da era 8 e 16 bits.












domingo, 17 de setembro de 2017

Comerdários


Lembro-me dos primeiros três anos de existência deste blog... Era a era do sossego, da tranquilidade e dos comentários de alto nível. Mas agora que o blog cresceu, se popularizou e está perto de completar dois milhões de acessos, começou a aparecer por aqui um bando de trolls que têm sujado a caixa de entrada com comentários impublicáveis. Todo santo dia eu recebo uma batelada de comentários toscos, retardados, podres e sem noção de gente que só vem aqui para sujar o espaço. Daí que por conta desses comerdários (mistura de merda com comentários), tive que ativar a moderação moderada.

Retrato fiel dos trolls que comentam por aqui.

O que mais me impressiona nisso é a obsessão desse (ou desses) troll(s) por este blog, porque é muita podreira tanto nos posts antigos quanto nos atuais. É impressionante porque eu mal publico uma postagem e lá vem um monte de escrotices nos comentários. Parece até que os trolls ficam dando F5 24 horas por dia aqui no blog só para serem os primeiros a comentar asneiras. Porém, em respeito ao público que acompanha as minhas postagens, eu evito publicar esses comentários lamentáveis que não servem para nada.
E para o troll que está tentando aparecer com esses comerdários, fica o frustrante recado de que eles não serão publicados de jeito nenhum, porque este blog não é penico. Se querem comentar coisas nojentas, preconceituosas e criminosas, por favor, publiquem seus comentários lamentáveis lá no G1, onde não há moderação e há uma panelinha de imbecis que todo dia escreve merdas por lá.

Enfim, por hoje é só.

Não gostou? Então...


sábado, 16 de setembro de 2017

Como resolver os problemas do Brasil num piscar de olhos


O saudoso Antônio Abujamra resumiu de forma concisa e genial o que poderíamos fazer para resolver as mazelas sociais do Brasil a curto prazo. O vídeo desta obra de arte segue abaixo:


Como bem respondeu um colega que mora em Cuba e que publicou o vídeo acima no Facebook:

Sabe como está Cuba?
Está com o menor índice de violência do continente.
Está com a melhor saúde pública do hemisfério.
Está com zero de analfabetismo.
É o país de 3o mundo onde a população mais consome calorias diárias.
É o único país do continente sem desnutrição infantil.

Então, por favor, caro coxinha, vá a Cuba e tire as suas próprias conclusões antes de dizer bobagens por aí. Quem dera se um dia o Brasil chegasse aos pés de Cuba...

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Teremos uma nova Guerra da Tríplice Aliança?


No século XIX tivemos a última grande guerra no continente sul-americano, que foi a Guerra do Paraguai (ou Guerra da Tríplice Aliança). Brasil, Argentina e Uruguai foram instigados pela Inglaterra a atacar o vizinho Paraguai por razões políticas. Agora, em pleno século XXI, estamos ensaiando os passos para uma nova Guerra no nosso continente. Brasil, Peru e Colômbia estão sendo convencidos pelos EUA a se unirem militarmente contra a Venezuela. Trump, como mostram as manchetes abaixo, já começou as negociações.




Uma nova guerra na América do Sul seria interessante para os EUA por duas razões. A primeira é que com os sul-americanos lutando entre si, nenhum soldado norte-americano precisará arriscar a vida contra o exército de Maduro. E a segunda razão, como já alertei em outro post, é para animar o capitalismo, ou melhor: para enriquecer a indústria bélica estadunidense. Como Brasil, Peru e Colômbia estão territorialmente próximos da Venezuela e possuem governos aliados aos EUA, eu diria que a possibilidade de uma guerra não seria mera especulação.
Já imaginou que vergonha será você ser convocado pelas forças armadas para cometer um genocídio contra os nossos irmãos venezuelanos?

Fontes:
Trump e a Colômbia
Trump e o Peru
Trump e o Brasil

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Por que Bolsonaro faz tanto sucesso?


Muita gente se pergunta, com certa surpresa, como é possível que um sujeito tão politicamente incorreto como Jair Bolsonaro possa ser tão popular e fazer tanto sucesso dentro e fora do Brasil. Afinal, o que Bolsonaro tem de especial para ser tão popular? A resposta é simples: nada. Bolsonaro não tem nada de especial. O que faz Bolsonaro ser visto como o mega star, o mito e o salvador da pátria é a sociedade da qual ele faz parte. A nossa sociedade é preconceituosa, intolerante e reacionária por natureza, e o Bolsonaro apenas assumiu essa postura que sempre fez parte do senso comum e da cultura brasileira. Ele representa a luta pela manutenção do status quo e pelo conservadorismo que sempre esteve impregnado nesta ex-colônia portuguesa. Bolsonaro diz o que diz porque tem uma plateia gigantesca para aplaudi-lo e defendê-lo. E como já dizia o velho ditado: só há palhaço quando há plateia. Não há mérito algum em falar o que todo mundo já cansou de ouvir. Bolsonaro é a cara do Brasil.