terça-feira, 6 de junho de 2017

Preconceito é estúpido até quando é contra os opressores


Fui surpreendido hoje no meu Face com a pérola acima dita por uma criatura que visivelmente não gosta muito de homens. A generalização usada frequentemente contra homens vem, via de regra, das fossas abissais do que ainda sobrou do feminismo radical do século XXI. As próprias RadFems já estão caindo na real que esse discurso protomisândrico não possui mais coerência lógica. E refutar essas coisa de que "homens são todos uns bostas" é a coisa mais fácil do mundo. Basta você incluir na conta desses homens os negros, judeus, homossexuais, transexuais e índios que você está se posicionando de forma absolutamente reacionária contra minorias que, apesar de terem algum privilégio, sofrem tanto ou mais que as mulheres numa sociedade dominada por preconceitos, violências e injustiças.

Chega desse discurso segregacionista e maniqueísta, por favor. Deixem isso para os reaças e para as crianças do pré-escolar. Temos que nos unir para melhorarmos como indivíduos e como sociedade. Os homens precisam ser ensinados desde cedo a respeitar as mulheres e as enxergarem como iguais. A única coisa que merece ir para a lata de lixo é o sexismo.

4 comentários:

  1. mas os omens são uns lixos mesmo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e voçẽ quem pensa que é pra falar assim
      dos homens hein?
      o sua desgraça?
      reza a lenda que se chamar uma mulher de desgraça
      aparecera mais de 1.000 manginas pra defenderem
      as mulheres
      mas quando é contra os homens ai pode né?
      e voçẽ wellington f voçẽ não disse que é
      contra o preconceito?
      então por que quando essa desgraça anõnima
      disse que nós homens somos uma desgraça
      voçẽ não disse nada contra?
      hein?
      aguardo a sua resposta.

      Excluir
    2. Não tenho tempo para alimentar trolls.

      Excluir
  2. Wellington, você viu o meme que fizeram usando M&M como analogia? tipo: uma tigela cheia de M&M, só alguns são venenosos. encha a mão e coma. "nem todos".

    ResponderExcluir